Comprei uma plataforma LMS, e agora? Tudo que você precisa saber sobre manter uma plataforma digital de aprendizagem corporativa  

Comprei uma plataforma LMS, e agora? Tudo que você precisa saber sobre manter uma plataforma digital de aprendizagem corporativa  

Compartilhe este artigo!

Durante os últimos 3 meses, o que as empresas mais procuraram na internet foi por plataforma LMS. Isso porque queriam atender as demandas de treinamentos remotos impostos pela crise do novo coronavírus. Mas após a aquisição é que começa o verdadeiro trabalho: implementar a estratégia de forma que dê resultados e engaje os colaboradores.

Leia também:

Por isso, é natural ter um momento de “e agora?” quando finalmente está com a plataforma em mãos. Mas não precisa se preocupar! O primeiro passo você já deu, e agora nós te ajudamos a entender o que fazer para melhor aproveitar seu LMS.

Neste artigo, separamos tudo que você precisa saber sobre a sua plataforma LMS e os tipos de conteúdo disponíveis para ela. Pronta para saber mais? Então continue lendo! 👇

 Quais as funcionalidades de uma plataforma LMS?

Na hora de escolher uma plataforma LMS, um dos pontos mais importantes a se considerar são suas funcionalidades. Isso porque é preciso garantir que o sistema escolhido permita que você execute todas as ações do seu planejamento.

Pensando nisso, separamos as 10 funcionalidades mais comuns as plataformas LMS – acreditamos que a sua tem ao menos algumas delas! Assim, podemos falar um pouco sobre o que são essas funcionalidades e como você pode aplicá-la na sua estratégia.

1 – Testes e pesquisas

A possibilidade de criar testes e pesquisas nos LMS são bastante comuns. Geralmente, esses recursos permitem uma gama de especificações nas configurações, como:

  • Tempo para o término do teste/pesquisa;
  • Peso de cada questão;
  • Geração de testes com questões randômicas;
  • Respostas de: múltipla-escolha, verdadeiro ou falso, relacionamento entre colunas, resposta aberta e resposta numérica.

Dessa forma, você pode usar os testes para avaliar o conhecimento dos seus colaboradores antes ou depois de passarem por uma ação de treinamento, de maneira a confirmar a absorção do conhecimento. Ou ainda, usar a parte de pesquisa para conhecer a opinião dos alunos sobre o treinamento, os materiais usados e a qualidade das informações.

2 – Web conferências e chat

Caso a sua plataforma LMS permita o ensino síncrono, ela provavelmente terá um espaço para web conferências e chat. Isso porque o modelo de ensino síncrono exige que o instrutor e o aluno estejam online ao mesmo tempo. Assim, chats em tempo real e aulas ao vivo são possíveis.

Aproveite essa ferramenta para estimular a participação ativa dos colaboradores durante a ação. Mas lembre-se: por exigir que todos estejam online ao mesmo tempo, é importante optar por horários convenientes a todos.

3 – Fóruns

Os fóruns são um dos recursos mais populares nos LMS, já que permitem a discussão de temas específicos de forma organizada e estruturada. Além disso, é comum a figura de um moderador que oriente o debate. Assim, os participantes permanecem engajados e evita-se que a discussão seja desviada.

O fórum também é uma excelente ferramenta para estimular a Aprendizagem Colaborativa. Um método onde o instrutor não é o único detentor de conhecimento e age mais como um guia. O que permite que os colaboradores compartilhem seu conhecimento a cerca do tema discutido – seja ele técnico, empírico, através de links, vídeos, podcasts que encontram online, etc.

4 – Recursos sociais

Nos últimos tempos, as plataformas têm investido em recursos sociais para que os alunos possam interagir uns com os outros através de postagens, curtidas, comentários e compartilhamento de links. Além, claro, de incluir um perfil onde eles possam ser seguidos e seguir outros colegas.

Essa tendência surgiu devido a popularização da Aprendizagem Social. Basicamente, essa teoria fala sobre aprender com as pessoas. Segundo o conceito, aprendemos todos os dias através de redes sociais online, como twitter, linkedin, facebook, instagram…

Sendo assim, a utilização de uma rede social dentro da sua plataforma LMS permite que seus alunos aprendam um com o outro. Seja através do compartilhamento de links, informações técnicas ou a troca de experiência vivenciadas no posto de trabalho.

5 – Gamificação

A gamificação já é um recurso bastante usado em plataformas de aprendizagem corporativa. Isso porque ela usa a mecânica dos jogos para engajar e motivar os alunos em suas trilhas de aprendizagem. É possível oferecer pontos e recompensas para etapas concluídas, como:

  • Finalizar um módulo do treinamento;
  • Concluir um treinamento;
  • Consumir uma pílula de conhecimento;
  • Completar uma trilha de aprendizagem, etc.

Além disso, o método da gamificação também ajuda a fixar o conhecimento através da repetição de tarefas e oferecimento de feedback instantâneo. Ou seja, sempre que o aluno erra, é informado sobre o que aconteceu, recebe orientação e uma nova chance de completar a tarefa. O que permite que ele aprenda com os próprios erros.

6 – Tarefas e checklists

Através desses recursos, os alunos podem submeter suas atividades ao instrutor através do upload de materiais ou então executar tarefas online que possam ser avaliadas pelo instrutor.

Isso facilita a interação aluno x instrutor, caso suas ações de T&D possuam atividades que os participantes devam executar para receber um feedback. Além disso, as checklists podem ser usadas como apoio ao colaborador na execução de atividades para as quais acabou de ser treinado.

7 – E-commerce

A funcionalidade de e-commerce permite que você disponibilize os seus cursos para terceiros. Ou seja, monetizar os treinamentos que foram desenvolvidos para os seus colaboradores, de forma que eles possam ser oferecidos para um público externo a organização. Como, por exemplo, o Portal Escudo, uma plataforma de treinamentos obrigatórios e normativos com foco em SST e QSMS-RS desenvolvida aqui pela Evolke.

8 – Gestão de sala de aula

Também existem plataformas que facilitam a gestão de treinamentos presenciais – não só os digitais. Assim, você conta com recursos para monitorar a frequência dos alunos e gerenciar toda a programação. Outras opções que você normalmente consegue gerir através das plataformas são:

  • Alocação de instrutores;
  • Equipamentos necessários;
  • Recursos didáticos necessários para a aula.

9 – Relatórios e dashboards

Essa área de relatórios e dashboards tem se tornado cada vez mais comum nas plataformas LMS. Isso porque facilita o acompanhamento do desempenho dos alunos e das ações em desenvolvimento. É comum que eles apareçam em duas formas: pré-definidos e personalizados.

Essas opções possibilitam ao gestor fazer acompanhamentos como: desempenho geral de uma turma ou individual de cada aluno, aproveitamento dos conteúdos, assiduidade dos alunos, etc.

Baixe o Design de Jornada de Aprendizagem e desenvolva o conteúdo da sua plataforma LMS.

10 – Gestão de conteúdo

A gestão de conteúdo é uma das partes mais importantes de uma plataforma LMS. Por isso é sua principal funcionalidade. Todo sistema possui alguma possibilidade de inserção e gestão de conteúdo como:

  • Vídeos;
  • Áudios;
  • PDFs;
  • Animações;
  • Links externos;
  • Páginas HTML;
  • Pacotes SCORM (conteúdo padrão de e-learning).

Além disso, também é bastante comum que essas plataformas permitam que os gestores criem seus próprios conteúdos sem necessidade de conhecimentos muito avançados – geralmente são materiais mais simples, com imagem, vídeo ou texto.

Produzindo conteúdo para sua plataforma LMS

Quando falamos em adquirir uma plataforma LMS, o objetivo que temos em mente é treinar e desenvolver nossos colaboradores. Para isso, podemos usar treinamento de prateleira ou treinamentos personalizados.

Embora não exista um modelo melhor ou pior que o outro, é importante frisar que cada empresa possui necessidades próprias. Portanto, na hora de escolher o tipo de LMS que pretende implantar na sua organização e o conteúdo que você irá disponibilizar, é preciso conhecer as diferenças e benefícios de cada um.

Treinamentos de prateleira

Os treinamentos de prateleira são aqueles que já estão prontos. Podem ser aqueles treinamentos feitos anteriormente na sua organização ou, ainda, desenvolvidos por uma empresa terceira.

Inclusive, não é incomum que alguns LMS venham com um catálogo de cursos de prateleira – como é o caso do Portal Escudo.

Caso esse treinamento seja adquirido de terceiros, é comum que a possibilidade de adaptá-lo a uma necessidade específica da empresa. Nesses casos, procure por cursos de prateleira que ofereçam personalização. Algumas das vantagens são:

  1. Redução de custos, já que você compra ele pronto e não precisa investir em uma equipe para cria-lo do zero, desde a curadoria do conteúdo até a finalização do projeto.
  2. Pronto para implementar, uma vez que os cursos já estão prontos. Assim encurta-se os passos. Basta comprar o treinamento, inseri-lo na plataforma e distribuí-lo aos seus alunos.
  3. Aumento no volume de treinamentos. Como eles já vem prontos, você consegue ampliar a sua oferta de cursos bem mais rápido.

No entanto, é importante que cada treinamento de prateleira adquirido pela empresa seja analisado antes de ser distribuído para os seus colaboradores. Assim, é possível garantir que as informações estejam corretas, não sejam muito genéricas e desatualizadas, por exemplo.

Treinamentos personalizados

Já no caso dos treinamentos personalizados, você desenvolverá algo de acordo com as demandas e necessidades do seu negócio. Ele pode tanto ser criado pela sua própria equipe de T&D ou por uma empresa terceira.

No caso da terceirização da produção de conteúdos personalizados, a empresa responsável irá trabalhar junto com a sua equipe de T&D e desenvolver o material de acordo com as suas necessidades e orientações.

No entanto, se a ideia é que a sua equipe de T&D desenvolva o treinamento, mas você não tem braço para dar conta de todas as etapas em tempo hábil, também é possível usar uma empresa terceira para trabalhos pontuais.

Por exemplo: deixá-la responsável apenas pela curadoria do conteúdo ou a produção do material. Algumas das vantagens de um treinamento personalizado são:

  1. Conteúdo 100% alinhado com a demanda, já que é uma exclusividade da sua organização.
  2. Possibilidade de usar o conhecimento gerado na sua própria empresa para desenvolver um material exclusivo e focado no negócio.
  3. Materiais adaptados as dificuldades dos seus colaboradores. Uma vez que esse curso é personalizado, é possível usar pesquisas com seus funcionários para entender como eles aprendem. Assim, o designer instrucional pode usar esses dados para desenvolver um conteúdo mais adequado aos seus alunos.

Precisa de ajuda para produzir conteúdo para a sua plataforma LMS?

Pronto! Chega de ficar coçando a cabeça e se perguntando o que fazer com esse LMS que a empresa acabou de adquirir. Agora você já está por dentro de tudo que é importante em uma plataforma de aprendizagem corporativa.

Aqui na Evolke, nós já lidamos com LMS e treinamentos online há bastante tempo. Então, caso o seu próximo passo seja a produção de conteúdos próprios, conte com a nossa ajuda!

Estamos preparados para te auxiliar desde a identificação de uma necessidade até a implementação dos treinamentos prontos na sua plataforma LMS. Clique no banner abaixo e fale agora mesmo com um dos nossos especialistas!

Converse com nosso especialista e saiba como podemos te ajudar a produzir conteúdo para sua plataforma LMS.

Deixe uma resposta

Fechar Menu