O Ead como parceiro no desenvolvimento de equipes remotas.

O Ead como parceiro no desenvolvimento de equipes remotas.

Compartilhe este artigo!

O Ead como parceiro no desenvolvimento de equipes remotas.

Só quem tem funcionários trabalhando longe da sede da empresa sabe a dificuldade de oferecer a eles treinamentos de qualidade. Se, mesmo para os colaboradores da sede é difícil conciliar horários e datas para treinamentos presenciais, a situação fica ainda mais complicada quando se tratam de funcionários de campo ou que estejam, por algum motivo, distantes.

Contudo, as novas tecnologias trouxeram muitas soluções para as equipes de RH das empresas – responsáveis pelas capacitações, inclusive a possibilidade de ofertar aos seus funcionários remotos treinamentos de qualidade, com flexibilidade de datas e horários e com o mesmo aproveitamento dos treinamentos presenciais. Para superar este desafio de logística de treinamentos, que acha de considerar o uso do Ensino à Distância?

Origens e perspectivas do EaD

Se há muitos anos o ramo educacional já utiliza o ensino EaD com sucesso, faz pouco tempo que as empresas começaram a utilizá-lo, e as multinacionais foram as pioneiras. Também conhecido como “Treinamento à distância”, “Teleducação”, “Treinamento Virtual” e “E-learning”, ele teve origem em 1728 em Boston, nos Estados Unidos e, claro, mudou muito até chegar à atualidade. Inicialmente o seu foco era o ensino profissionalizante. Hoje, essa modalidade já está disponível para todos os níveis de escolaridade: além de cursos livres, capacitações abertas e treinamentos corporativos.

Em termos de perspectivas de crescimento do EaD, os especialistas afirmam que não há duvidas que, no futuro, ele será priorizado e, com ele, a capacidade de autodidatismo dos estudantes. Assim, aprender por conta própria, usando modernas ferramentas de ensino é o que o futuro reserva.

Vantagens do E-learning para empresas e colaboradores

  • Alto padrão de excelência em capacitação, investindo em instrutores experientes para um grande número de funcionários.
  • Economia, já que a abrangência dos treinamentos é maior, atingindo um generoso número de pessoas.
  • Difusão da cultura empresarial e manutenção do padrão de qualidade das atividades nas filiais ou em campo, mesmo em países diferentes.
  • Possibilidade de flexibilização de horários e datas de treinamento, já que as plataformas de ensino EaD permitem que o funcionário escolha quando e onde pode fazer o seu treinamento, que fica em uma base de dados segura e sigilosa, acessível até por smartphones.
  • Controle da empresa, que consegue acompanhar o acesso e o progresso dos empregados nos treinamentos oferecidos.
  • Foco no conteúdo que a organização deseja passar, evitando as dispersões comuns em treinamentos presenciais.
  • Interação dos trabalhadores cuja possibilidade de se encontrarem presencialmente é muito remota, pois há a possibilidade de criação de fóruns e chats para discussão dos temas.

 Técnicas inovadoras em interessantes ambientes virtuais de aprendizagem

Misturando tecnologia, conteúdo e uma metodologia de aprendizagem ativa, dá para se obter resultados positivos na melhoria de performance dos funcionários. Aliado a isso, algumas técnicas e ferramentas potencializam ainda mais os resultados no e-learning, tais como:

  • Gamificação

Utilizando mecânicas do mundo dos games, como pontuação, classificação e conteúdos separados por níveis de dificuldades, é possível ampliar o interesse e o engajamento dos funcionários. Também inclui a entrega de feedback em tempo real.

  • Automação

Muitos dos processos de suporte ao aluno estão sendo automatizados nas ferramentas de e-learning, o que ajuda a diminuir custos.

  • Big Data e People Analytics

Empresas que apostam em e-learning conseguem otimizar o conteúdo on-line oferecido com base em ferramentas de Big Data e People Analytics. Elas coletam informações de atividades on-line dos funcionários, além de dados em fóruns e questionários.

  • Integração com ferramentas de comunicação

Blogs, sites, mídias e redes sociais, intranet e outros canais de comunicação, também são amplamente utilizados para informar e treinar funcionários à distância, além de fortalecer a cultura organizacional.

  • Mobile Learning

mobile learning é uma modalidade de ensino à distância recente. Nele, ambientes virtuais de aprendizagem são criados especialmente para dispositivos móveis. As vantagens incluem flexibilidade e mais facilidade de acesso aos conteúdos, pois podem ser vistos a qualquer momento por meio de um smartphone.

  • Business Games e técnicas de simulação

Business Games (jogos de negócios) são utilizados por empresas como Coca-Cola, Natura e Bradesco nos seus programas de treinamentos, pois simulam situações corporativas específicas para que os colaboradores ganhem experiência e consigam se aperfeiçoar no mundo real. São mais usados para treinar gestores, porém, isso vem mudando e atualmente outros níveis da operação vem aproveitando esta inovação.

Sem dúvidas, o ensino EaD veio para ficar e ocupar, cada vez mais, os espaços de aprendizagem tornando-se uma excelente e eficaz opção para a capacitação de equipes remotas, com qualidade e excelência.

Deixe uma resposta

Fechar Menu